segunda-feira, 12 de abril de 2010

Naquele dia


O sol entrava pela janela... sentia-o na sua pele, era quente, dava uma boa sensação, um certo calor á alma. O dia fora cheio de altos e baixos, como muitos outros dias... mas algo a desconsertava e a afastava da sua calma habitual.


Sempre fora uma mulher de atitudes e decisões, umas por vezes tomadas na emoção de um sentimento e mais tarde amargamente arrependidas, outras em que permanecera ciente daquilo que queria e daquilo que pensava!


Hoje não era um dia desses, antes pelo contrário... hoje tinha tomado uma decisão... ou melhor, tido uma atitude, a qual já se arrependera ou talvez NÃO! Dissera o que lhe ia na alma, o que pensava e o que sentia... mais uma vez! No momento em que o fez julgou ser a atitude mais acertada... momentos mais tarde já não sabia o que fizera seria o mais adequado!


Sentia uma espécie de Dejá vú, teria deitado tudo a perder?? Teria já eliminado algo que nem sequer chegara realmente a acontecer ou sequer fora ainda iniciado?


Deixou-se escorregar na sua poltrona perto da janela... observou o sol que ainda brilhava com força e esplendor... fechou os olhos e sonhou, sentido o calor do sol na sua pele e deixando-se levar pela sua imaginação... até bem longe do lugar onde estava!...






3 comentários:

Ana Lucia disse...

Poxa! Fiquei tão interessada com o desenvolvimento do texto que até agora eu estou curiosa com o "grande mistério" que não foi contado no final!!!! Muito bom!
Um abraço!

Jorge Freitas Soares disse...

Olá Sara

Excelente texto... mesmo, tu tens jeito!

E sabes uma coisa, hoje senti-me assim:

"Hoje não era um dia desses, antes pelo contrário... hoje tinha tomado uma decisão... ou melhor, tido uma atitude, a qual já se arrependera ou talvez NÃO! Dissera o que lhe ia na alma, o que pensava e o que sentia... mais uma vez! No momento em que o fez julgou ser a atitude mais acertada... momentos mais tarde já não sabia o que fizera seria o mais adequado!"

Conseguiste reflectir o que senti poucos momentos após ter escrito o meu post..

Beijinho e parabéns pelo belo texto

Jorge

Sara disse...

Ana, a história continua... espero que goste da nova etapa :)

Jorge, ainda bem que gostaste :)Li o teu post e compreendi a tua dúvida!! Realmente nao há respeito...

Beijinhos aos dois :*)