sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Haapy New Year 2011

Desejo-vos um excelente 2011 com TUDO aquilo que mais desejam e que vem de encontro aos vossos sonhos, necessidades, projectos e afins... enfim não sendo forma alguma original (pois original seria desejar um "Bom Ano Novo" já no Verão), desejo-vos umas boas saídas do velho ano e umas melhores entradas no ano que agora se inicia! Que 2011 seja tão bom ou melhor ainda do que 2010 :))

Beijinhos

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

E como foi...

o Vosso Natal? Ou estes últimos dias? Por aqui continua o frio, continuam as ruas cheias de neve... e Eu como tenho uns diazitos para descansar estou a aproveitar o quentinho do meu lar, de pantufas e cobertor, a comunicar connvosco e o Mundo e a pôr a leitura em dia! E para regalar as vistinhas e para animar quem está a trabalhar e me veio visitar por estes lados aqui fica a imagem que acabei de encontrar numa revista...



até aquece a alma... ;)

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Merry Xmas


Meus Queridos Leitores,

Hoje é Natal! E por isso queria aproveitar para Vos desejar a TODOS um Feliz Natal com tudo aquilo que mais desejam...

Hoje em Munique está a nevar, por isso em terras germânicas vive-se este ano o verdadeiro "White Christmas"...

Aqui ficam algumas fotos que tirei durante o dia de hoje:




Uma pequena perspectiva da minha janela


E com uma imagem da nossa "mini-arvore de Natal", aproveito para Vos desejar mais uma vez um FELIZ NATAL!!

Para as minhas Primas!!

Para uma que Eu sei que gosta de renas...escrevo-te ao som de "Rudolph the Red-nosed reindeer", desejo-te um FELIZ NATAL cheio de alegrias e tudo aquilo que te faz HAPPY!! Beijinhos

A ti! Que sei que sempre desejaste fazer um boneco de neve... Hoje havia hipóteses para isso! Quem sabe um dia vens ver a neve de perto ou comeca a nevar no Porto... Um FELIZ NATAL, com os teus "homens de olhos azuis" e MUITAS ALEGRIAS! Beijinhos


Para as duas muitos beijinhos do longínquo e nevado Munique, com saudades e imensa vontade de vos rever em breve... a Vossa Prima!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Parabéns

Com Saudades...

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Algo pequeñito

Algo pequeñito, algo chiquitito
Una rosa blanca, una caricia, un beso dulce y un perdón
Algo pequeñito, algo chiquitito
Un gesto tierno, una mirada, un abrazo o una flor
Algo pequeñito, algo chiquitito
Un simple te quiero, con dulzura, con cariño y con pasión
Es lo que te pido amor, mi vida se derrumba, me partes el corazón
Trata pronto de cambiar, el tiempo se termina ahora de verdad
Algo pequeñito,
Algo chiquitito,
Cosas simples que ahora no me das
Que te pido con locura si no quieres terminar
Algo pequeñito,
Algo chiquitito,
En tus manos tienes la ocasión
Hoy decides si quererme o romperme el corazón
Algo pequeñito, algo muy bonito
Tu pelo al viento que se enreda entre mis manos al calor
Has sabido comprender que las pequeñas cosas son las que hacen esto arder
Ahora trata de cambiar que el resto de las cosas ya se arreglarán
Algo ,
Algo chiquitito,
Cosas simples que ahora si me das
Que te quiero con locura y siempre yo te voy a amar
Algo pequeñito,
Algo chiquitito,
En tus manos tienes la ocasión
Decidiste tú quererme y no romperme el corazón
Y no romperme el corazón
Algo pequeñito,
Algo chiquitito,
Cosas simples que ahora no me das
Que te pido con locura si no quieres terminar
Algo pequeñito,
Algo chiquitito,
En tus manos tienes la ocasión
Hoy decides si quererme o romperme el corazón

Daniel Diges

domingo, 28 de novembro de 2010

Palavras ditas ao vento

Grito palavras ao vento...
Sem nexo, sem razão
Liberto-me apenas,
passo da palavra á acção!

Podes ser TU, Ele ou aquele
Ou até talvez mesmo ninguém!
Leiam ou não leiam,
O importante é a realização!

Egoísmo... talvez o seja!
Narcisismo... porque Não?
Tal como já disse outrora,
O importante é a realização!

Mas que "realização" te referes TU rapariga?-
-perguntam alguns de Vós...
Isso é coisa minha!
Não o conto a ninguém,
apenas digo que o faço por BEM!

Um pouco de egoísmo por vezes...
faz bem até á Alma!
Entenda quem entender...
Senão ficará sem saber!

É preciso, claro está!
Olhar apenas e só para o nosso umbigo...
nem nunca nem sempre,
mas de vez em quando é permitido!

Nos dias que hoje correm,
Os valores já não são iguais...
Vou ali e já venho!
Se perguntarem por mim: fui dar milho aos pardais!

Escrevo sem nexo,
deixo as palavras jorrarem-me do peito!
Algo sem jeito... eu sei!
Mas em terra de cegos, quem tem um olho é REI!

(escrito por mim mesma, algo sem jeito... mas escrito a preceito!)

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

E para quem gosta de sonhar...

Dreams are my reality
Met you by surprise, I didn't realize
That my life would change forever
Saw you standing there, I didn't know I cared
There was something special in the air
Dreams are my reality
The only kind of real fantasy
Illusions are a common thing
I try to live in dreams
It seems as if it's meant to be
Dreams are my reality
A different kind of reality
I dream of loving in the night
And loving seems alright
Although it's only fantasy
If you do exist, honey don't resist
Show me a new way of loving
Tell me that it's true
Show me what to do
I feel something special about you
Dreams are my reality
The only kind of reality
Maybe my foolishness has past
And maybe now at last
I'll see how a real thing can be
Dreams are my reality
A wonderous world where I like to be
I dream of holding you all night
And holding you seems right
Perhaps that's my reality
Met you by surprise, I didn't realize
That my life would change forever
Tell me that it's true
Feelings that are cue
I feel something special about you
Dreams are my reality
A wonderous world where I like to be
Illusions are a common thing
I try to live in dreams
Although it's only fantasy
Dreams are my reality
I like to dream of you close to me
I dream of loving in the night
And loving you seems right
Perhaps that's my reality

Desejo-vos um fim-de-semana cheio de sonhos (quem sabe até com alguns deles a tornarem-se realidade...)!!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Happy Birthday

Um Beijinho MUITO grande de Parabéns Nosso para Ti!

domingo, 10 de outubro de 2010

Words

Die Liebe is wie ein Schmetterling - hältst du sie fest zerquetscht du sie. Wenn du sie nicht fest genug hältst, geleitet sie dir aus den händen

"Das kleine buch inspiriender Gedanken"
- aus der buch "ab nach unten" von Ray French

Li esta frase no último livro que li, registei-a e quis partilhá-la convosco... traduzindo: "O amor é como uma borboleta - se a segurares com força esmaga-la. Se não a segurares firmemente, desliza-te das mãos...", assim é o Amor...

Bom Domingo num dia dourado de Outono!

sábado, 9 de outubro de 2010

Mário Viegas - "Os ais"




Através de um "simples" poema consegue-se dizer os "Ais" da vida e muito mais!

Saudades de um grande poeta, declamador e actor português!

Espero que gostem...

terça-feira, 5 de outubro de 2010

I do, Ido, Ido, Ido

Sentada na sua escrevaninha, perdida entre pensamentos e ideias... viajava até lugares longínquos, lindos, paradísiacos... lugares onde nunca tivera ido, lugares que provavelmente nem existiam... apenas e só na sua mente, nos seus sonhos!

Observava novamente a sua fotografia... aquele sorriso, aquele olha (suspiro)! Estava ciente de que Ele nunca iria ser "seu". que Ele apenas era um actor de cinema, alguém por quem diversas mulheres também suspiravam e com Ele sonhavam, mas mesmo assim... o observar daquela foto transmitia-lhe paz, calma interior, um calor que nao sabia justificar.

Assistira recentemente a um filme em que Ele participava, recordava repetidamente algumas das cenas e sonhava. Ao mesmo tempo perguntava-se a si própria: "Porque é que na vida real nao é assim?". O filme tinha mudado a sua vida! Tinha-a marcado de forma positiva, mas ao mesmo tempo despertara em si sentimentos e emocoes que julgava controlados e esquecidos. Até á bem pouco tempo sentia-se segura de si, nao precisava de ninguém, nao precisava de Amar alguém. Afinal só tivera desilusoes (no que toca ao amor) em toda a sua vida! Estava decidida a nao precisar de ninguém. A nao voltar a Amar, mas tudo mudou ao ver aquele filme..
Os sentimentos que julgara adormecidos voltaram a manifestar-se e a manterem-na acordada! O filme tocou-a tanto... fez-la recordar momentos vividos, dores sentidas... mas ao mesmo tempo fez-la sentir uma nova vontade de arriscar. De Amar novamente e deixar-se ser amada! Já há muito tempo que se fechara numa fortaleza, que se barricara entre altos muros onde nada nem ninguém poderiam entrar. Mas aquele filme... aquela frase "Eu mostrei-te as minhas cicatrizes! Abri-te o meu coracao. Nós temos os dois as mesmas cicatrizes! Abre o teu coracao!" marcara-a profundamente! Pois no seu caso também Ela tinha cicatrizes e feridas ainda abertas e que doiem tanto... Talvez mesmo por isso se fechara tanto. Mas a vida é tao curta e temos que a saber aproveitar! Portanto seria altura de arriscar e abrir o seu coracao novamente! Quem sabe teria mais sorte? Pelo menos abrira já o seu coracao a Ele! Finalmente ao fim de tantos anos descobrira novamente alguém que a despertara. Descobrira um olhar que lhe transmitia carinho e um certo calor! Apesar de ser um "amor impossível" e platónico fazia a sentir-se bem! E isso é que era o importante. O importante também era a coragem que necessitava para se voltar a aproximar do mundo, das pessoas... Quem sabe deixar alguém ultrapassar as barreiras que Ela havia criado! Alguém que tivesse a forca, a paciencia e a coragem para destruir as barricadas. Alguém que soubesse tratar das suas feridas abertas e das suas cicatrizes profundas. Alguém que a soubesse Amar!

Cheia de Paz interior e com uma felicidade que nao sabia explicar, deixou-se escorregar na cadeira e com um sorriso apenas exclamou: "Eu tenho a coragem de arriscar!".


It´s time now, my Darling!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Mulher do Norte

Recebi este texto enviado por um amigo especial, soube bem lê-lo... principalmente nesta altura em que poucos motivos de orgulho tenho tido com o País de onde sou oriunda! Mas após ter lido este texto... voltei a sentir o orgulho de ser uma "mulher do Norte"!

O "Norte" de Miguel Esteves Cardoso

O Norte é mais Português que Portugal. As minhotas são as raparigas mais bonitas do País. O Minho é a nossa província mais estragada e continua a ser a mais bela. As festas da Nossa Senhora da Agonia são as maiores e mais impressionantes que já se viram.

Viana do Castelo é uma cidade clara. Não esconde nada. Não há uma Viana secreta. Não há outra Viana do lado de lá. Em Viana do Castelo está tudo à vista. A luz mostra tudo o que há para ver. É uma cidade verde-branca. Verde-rio e verde-mar, mas branca. Em Agosto até o verde mais escuro, que se vê nas árvores antigas do Monte de Santa Luzia, parece tornar-se branco ao olhar. Até o granito das casas.

Mais verdades.
No Norte a comida é melhor.
O vinho é melhor.
O serviço é melhor.
Os preços são mais baixos.
Não é difícil entrar ao calhas numa taberna, comer muito bem e pagar uma ninharia
Estas são as verdades do Norte de Portugal

Mas há uma verdade maior.
É que só o Norte existe. O Sul não existe.
As partes mais bonitas de Portugal, o Alentejo, os Açores, a Madeira, Lisboa, et caetera, existem sozinhas. O Sul é solto. Não se junta.

Não se diz que se é do Sul como se diz que se é do Norte.
No Norte dizem-se e orgulham-se de se dizer nortenhos. Quem é que se identifica como sulista?
No Norte, as pessoas falam mais no Norte do que todos os portugueses juntos falam de Portugal inteiro.
Os nortenhos não falam do Norte como se o Norte fosse um segundo país

Não haja enganos.
Não falam do Norte para separá-lo de Portugal.
Falam do Norte apenas para separá-lo do resto de Portugal.

Para um nortenho, há o Norte e há o Resto. É a soma de um e de outro que constitui Portugal.
Mas o Norte é onde Portugal começa.
Depois do Norte, Portugal limita-se a continuar, a correr por ali abaixo.

Deus nos livre, mas se se perdesse o resto do país e só ficasse o Norte, Portugal continuaria a existir. Como país inteiro. Pátria mesmo, por muito pequenina. No Norte.

Em contrapartida, sem o Norte, Portugal seria uma mera região da Europa.
Mais ou menos peninsular, ou insular.

É esta a verdade.

Lisboa é bonita e estranha mas é apenas uma cidade. O Alentejo é especial mas ibérico, a Madeira é encantadora mas inglesa e os Açores são um caso à parte. Em qualquer caso, os lisboetas não falam nem no Centro nem no Sul - falam em Lisboa. Os alentejanos nem sequer falam do Algarve - falam do Alentejo. As ilhas falam em si mesmas e naquela entidade incompreensível a que chamam, qual hipermercado de mil misturadas, Continente.

No Norte, Portugal tira de si a sua ideia e ganha corpo. Está muito estragado, mas é um estragado português, semi-arrependido, como quem não quer a coisa.

O Norte cheira a dinheiro e a alecrim.

O asseio não é asséptico - cheira a cunhas, a conhecimentos e a arranjinho. Tem esse defeito e essa verdade.

Em contrapartida, a conservação fantástica de (algum) Alentejo é impecável, porque os alentejanos são mais frios e conservadores (menos portugueses) nessas coisas.

O Norte é feminino.

O Minho é uma menina. Tem a doçura agreste, a timidez insolente da mulher portuguesa. Como um brinco doirado que luz numa orelha pequenina, o Norte dá nas vistas sem se dar por isso.

As raparigas do Norte têm belezas perigosas, olhos verdes-impossíveis, daqueles em que os versos, desde o dia em que nascem, se põem a escrever-se sozinhos.
Têm o ar de quem pertence a si própria. Andam de mãos nas ancas. Olham de frente. Pensam em tudo e dizem tudo o que pensam. Confiam, mas não dão confiança. Olho para as raparigas do meu país e acho-as bonitas e honradas, graciosas sem estarem para brincadeiras, bonitas sem serem belas, erguidas pelo nariz, seguras pelo queixo, aprumadas, mas sem vaidade. Acho-as verdadeiras. Acredito nelas. Gosto da vergonha delas, da maneira como coram quando se lhes fala e da maneira como podem puxar de um estalo ou de uma panela, quando se lhes falta ao respeito. Gosto das pequeninas, com o cabelo puxado atrás das orelhas, e das velhas, de carrapito perfeito, que têm os olhos endurecidos de quem passou a vida a cuidar dos outros. Gosto dos brincos, dos sapatos, das saias. Gosto das burguesas, vestidas à maneira, de braço enlaçado nos homens. Fazem-me todas medo, na maneira calada como conduzem as cerimónias e os maridos, mas gosto delas.

São mulheres que possuem; são mulheres que pertencem. As mulheres do Norte deveriam mandar neste país. Têm o ar de que sabem o que estão a fazer. Em Viana, durante as festas, são as senhoras em toda a parte. Numa procissão, numa barraca de feira, numa taberna, são elas que decidem silenciosamente.

Trabalham três vezes mais que os homens e não lhes dão importância especial.

Só descomposturas, e mimos, e carinhos.

O Norte é a nossa verdade.

Ao princípio irritava-me que todos os nortenhos tivessem tanto orgulho no Norte, porque me parecia que o orgulho era aleatório. Gostavam do Norte só porque eram do Norte. Assim também eu. Ansiava por encontrar um nortenho que preferisse Coimbra ou o Algarve, da maneira que eu, lisboeta, prefiro o Norte. Afinal, Portugal é um caso muito sério e compete a cada português escolher, de cabeça fria e coração quente, os seus pedaços e pormenores.
Depois percebi.

Os nortenhos, antes de nascer, já escolheram. Já nascem escolhidos. Não escolhem a terra onde nascem, seja Ponte de Lima ou Amarante, e apesar de as defenderem acerrimamente, põem acima dessas terras a terra maior que é o "O Norte".

Defendem o "Norte" em Portugal como os Portugueses haviam de defender Portugal no mundo. Este sacrifício colectivo, em que cada um adia a sua pertença particular - o nome da sua terrinha - para poder pertencer a uma terra maior, é comovente.

No Porto, dizem que as pessoas de Viana são melhores do que as do Porto. Em Viana, dizem que as festas de Viana não são tão autênticas como as de Ponte de Lima. Em Ponte de Lima dizem que a vila de Amarante ainda é mais bonita.
O Norte não tem nome próprio. Se o tem não o diz. Quem sabe se é mais Minho ou Trás-os- Montes, se é litoral ou interior, português ou galego? Parece vago. Mas não é. Basta olhar para aquelas caras e para aquelas casas, para as árvores, para os muros, ouvir aquelas vozes, sentir aquelas mãos em cima de nós, com a terra a tremer de tanto tambor e o céu em fogo, para adivinhar.

O nome do Norte é Portugal. Portugal, como nome de terra, como nome de nós todos, é um nome do Norte. Não é só o nome do Porto. É a maneira que têm e dizer "Portugal" e "Portugueses". No Norte dizem-no a toda a hora, com a maior das naturalidades. Sem complexos e sem patrioteirismos. Como se fosse só um nome. Como "Norte". Como se fosse assim que chamassem uns pelos outros. Porque é que não é assim que nos chamamos todos?


Escrito por Miguel Esteves Cardoso

Beijinhos, Sara

sábado, 24 de julho de 2010

Novidades

há novidades sim, mas estao publicadas no Crónicas! Ficaram curiosos? Entao espreitem ;)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Como é bom... acordar assim!

Sabe tão bem... acordar com a luz do sol da manha, a atravessar as cortinas de tule em tons terracota... e saber que vai estar um dia de calor e... que hoje é SEXTA-FEIRA!!!

BOM DIA A TODOS E UM EXCELENTE FINAL DE SEMANA, são os meus Votos para todos Vocês...

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Até o próximo jogo...

Até á próxima rapazes! O vosso esforço foi lindo, fica o orgulho português pois mesmo sem ganharmos o Mundial continuamos a sentir o orgulho lusitano e a ter orgulho na nossa selecção!

domingo, 27 de junho de 2010

O Júbilo germânico

Munique após o jogo desta tarde...































o desfile de automóveis... esse nao o fotografei, pois pelo que podem observar nas fotos... estava era a aproveitar o sol! ;)


sexta-feira, 25 de junho de 2010

Michael Jackson, um ano depois...

Hoje faz precisamente um ano que Michael Jackson morreu, um choque para o mundo inteiro e para os seus inúmeros Fans... foi por esse motivo, que ontem aproveitei para visitar um lugar especial no centro de Munique. Um lugar que se tornou um local de culto para muitos! Um local que arrepia quando se visita e que me fascina, pela dedicação dos Fans e por já ter resistido um ano inteiro... ao tempo, á chuva, á poluição... a TUDO!
Aqui vos deixo um pouco da reportagem fotográfica que fiz... as imagens representam um pouco do sentimento de muitos em relação ao Michael, mas o feelling que se sente quando lá se está... esse não o consigo transmitir aqui... só MESMO sentindo!!
























































































E por fim... uma das mensagens que mais me "arrepiou" no meio de tantas outras...




as palavras e a "mensagem" falam por si!












quinta-feira, 24 de junho de 2010

O meu sonho era um Ferrari amarelo...

Foto tirada por mim nas Ruas de Munique


... mas acabei por me contentar com um Porsche verde-florescente ;)

Para as minhas Amigas que nao gostam de Futebol...

... mas gostam dos jogadores! ;)

quarta-feira, 23 de junho de 2010

E viva o S.Joao!



"Alho Porro" fotografado por mim no Viktuaklienmarkt, Munique

terça-feira, 22 de junho de 2010

Edelweiss



Edelweiss,
edelweiss,
every morning you greet me
small and white,
clean and bright,
you look happy to meet me
blossom of snow may you bloom and grow,
bloom and grow forever
edelweiss,
edelweiss,
bless my home-land forever.
Hoje andei a passear e a fotografar o "Viktualienmarkt" aqui no centro de Munique. E acabei por finalmente conhecer as famosas "Edelweiss"! Ou não se recordam do filme "Música no coração"?

sexta-feira, 18 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Jose Estebes (Herman Jose) - Bamos la Cambada

E para motivação da nossa selecção! ;)

WM 2010


Hoje começa o Mundial de Futebol!!! E sendo assim... tenho uma nova cortina ;)
E uma janela linda, linda, LINDA!

sábado, 29 de maio de 2010

E por falar em orgulho português...


... vejam só o que eu descobri numa bicicleta numa rua de Munique!!

E só faltam 14 dias...

Para o Mundial de Futebol na África do Sul!! E eu vou vibrar com a nossa Selecção, para já vibro, danço e canto com a música oficial ;)

Espero a vossa opinião sobre a mesma...

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Depois de tanto tempo

Apesar de já terem passado 14 anos... a dor continua presente, a tua falta aumenta em vez de diminuir! Ainda hoje... choro a tua falta e sinto a mesma dor, é quase como se o tempo não tivesse passado... o que me resta são maravilhosas memórias que me deixaste, o teu exemplo de vida! Guardo-te na memória e no coração! Ontem, HOJE e sempre!!

Mil beijos... para ti Avó!!!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Happy B-day

Parabéns Mikashi!!!
(muitos beijinhos)

domingo, 25 de abril de 2010

25 de Abril

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Naquele dia (II)


A noite estava fria... sentia-se agitada interiormente, não tinha conseguido dormir... seria do luar que lhe entrava pela janela? Olhou a lua novamente, grande, redonda, LINDA! Ainda pensou pedir-lhe um desejo como vira nos filmes, mas recuou... e nada fez! Sentia-se desmotivada... pedir desejos para quê? - pensou.
Vestiu-se a correr, bebeu o café ainda quente num gole só, passou um batônzinho nos lábios... olhou-se olhos nos olhos em frente ao espelho, sorriu e saiu!
A noite estava fria... escura e fria! As ruas desertas, olhava as casas por onde passava... tudo dormia e ela andava, em passo de corrida já, não fosse perder o transporte!
Iniciou a sua viagem rumo ao trabalho, era uma viagem não muito longa, mas comprida o suficiente para relaxar um pouco e pensar na vida... na sua vida e não só! Estava a ser uma semana de decisões, já tinha tomado uma... a qual a deixara a pensar! De certa forma temeu-a, mas sentia-se confiante!
Estava decidida a mudar o rumo ás coisas! Trocar as voltas ao destino...

O dia de trabalho fora longo e pesado! Quantas vezes pensara já para si mesma: "Porque não tenho EU um emprego de secretária, levezinho e aliciante?". Não o tinha, mas também o facto de ter outras funcoes a tornara na pessoa que é hoje! Tornara-a mais forte, mais ágil, mais "preparada" para enfrentar a vida! Tentava sempre ter ou ver o lado positivo das coisas e muitas vezes quando se via perante pesadas tarefas gastronómicas, sorria e imaginava-se uma "Mãe de família, dona de casa atarefada" a preparar as coisas para os seus! E isso dava-lhe prazer, o que muitas pessoas acabavam por não a entender, como seria possível pensar assim!?!

O dia fora longo, já chegada a casa deliciou-se com um banho demorado... aprimorou-se, vestiu-se de forma elegante! Fitou-se em frente ao espelho perante a sua imagem reflectida e sentiu-se orgulhosa de si própria!
Vestiu-se de forma elegante, bonita! Um pouco de rímel, um batôn nos lábios, umas gotas de perfume... Os cabelos soltara-os e deixou-os livres caídos nos ombros.
Vestiu o casaco! Pegou na mala... agarrou a mão da sua amiga que a observava e disse: "Anda, o dia foi longo mas merecemos um pouco de diversão ainda hoje!".
Saíram as rumo á cidade, quem sabe uma visita ao seu café preferido não lhe alimentaria mais o ego?
Quando voltou a casa estava cansada, mas feliz!
A noite estava escura... e a lua brilhava com todo o seu esplendor!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Naquele dia


O sol entrava pela janela... sentia-o na sua pele, era quente, dava uma boa sensação, um certo calor á alma. O dia fora cheio de altos e baixos, como muitos outros dias... mas algo a desconsertava e a afastava da sua calma habitual.


Sempre fora uma mulher de atitudes e decisões, umas por vezes tomadas na emoção de um sentimento e mais tarde amargamente arrependidas, outras em que permanecera ciente daquilo que queria e daquilo que pensava!


Hoje não era um dia desses, antes pelo contrário... hoje tinha tomado uma decisão... ou melhor, tido uma atitude, a qual já se arrependera ou talvez NÃO! Dissera o que lhe ia na alma, o que pensava e o que sentia... mais uma vez! No momento em que o fez julgou ser a atitude mais acertada... momentos mais tarde já não sabia o que fizera seria o mais adequado!


Sentia uma espécie de Dejá vú, teria deitado tudo a perder?? Teria já eliminado algo que nem sequer chegara realmente a acontecer ou sequer fora ainda iniciado?


Deixou-se escorregar na sua poltrona perto da janela... observou o sol que ainda brilhava com força e esplendor... fechou os olhos e sonhou, sentido o calor do sol na sua pele e deixando-se levar pela sua imaginação... até bem longe do lugar onde estava!...






sábado, 10 de abril de 2010

Fim-de-semana


Beijinhos!!!
:)

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Vamos lá testar os Vossos conhecimentos linguísticos! ;)


Alguém me sabe dizer o que está escrito nesta placa? E em que línguas??

domingo, 4 de abril de 2010

Novidades

Tenho novidades... espreitem aqui e digam de vossa justica!

Beijinhos (muitos!!!)

sábado, 3 de abril de 2010

Happy Easter


Uma Páscoa Feliz para TODOS Vós, com muitos ovinhos de chocolate, amêndoas, alegria, harmonia e boa disposição :)
(gostam do meu coelho??? Adivinhem lá quem o desenhou!!!)

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Páscoa (quase, quase)


Comecei bem cedo o meu dia (é o que dá nao fechar as cortinas á noite... de manha o Sol brindou-me com o seu brilho logo ás 7h da matina) e dediquei-me a uma das coisas que gosto mais de fazer: ler os blogs dos amigos!


Diverti-me imenso com o Blog da Liz, adorei a ideia!! E o poema entao... acerta em muita coisa ;)


Logo de seguida fui espreitar o blog do Jorge, e inspirada nele resolvi investigar um pouco no "Tio google", eis aqui os resultados da minha pesquisa. Leiam vale realmente a pena, achei muito interessante.


E para rematar o meu post... sabiam que hoje está a NEVAR em Munique!!!


Comentem os links que vos sugeri... anseio por novidades vossas ;)


Beijinhos

quinta-feira, 25 de março de 2010

E tenho dito!

"the only logical reason why people talk behind your back is because you are already ahead of them"
(frase lida por mero acaso, mas que me fez concordar com o que tinha acabado de ler!)

quarta-feira, 24 de março de 2010

Ups...


Foi mais ou menos esta a minha postura e expressão hoje de tarde ao olhar para o calendário que está pendurado por cima da secretária da minha chefe... A Páscoa já é para a semana!?!?!?
Ando mesmo perdida nas datas, é que andava mesmo com a sensação que a Páscoa seria daqui a um mês ou mais... fiquei em CHOQUE, mas sobrevivi ;)
Mas confesso que fiquei meia-sem-jeito quando durante a conversa se mencionou "o feriado da próxima semana" e eu desconfiada perguntei "Feriado??? De quê?"... Imaginam a situação... (vergonha).
Mas agora já sei a quantas-ando ;) E já sei que este domingo é "Domingo de Ramos", portanto quem sabe recebo a visita do meu afilhado :)
Vou aproveitar o Sol, pois em Munique está um dia LINDOOOOOOOOOOOO!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Bom Dia :)

BOM DIA MUNDO !!!

domingo, 21 de março de 2010

Dia Mundial da Poesia

Hoje celebra-se a nível mundial o "Dia Mundial da Poesia", eu própria tenho já alguns poemas de minha autoria. Conheço variadas pessoas que possa considerar como "poetas" pois têm tb alguns poemas de sua autoria e gosto pessoalmente de poesia!
Não queria deixar passar esta data sem a ter assinalado e chamado a atenção sobre a mesma, assim deixo-vos com um dos meus poemas favoritos:
Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.



Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.



Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é Cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão na superfície lunar.




Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida entre as mãos de uma criança.
António Gedeão, in 'Movimento Perpétuo'
Espero que seja do Vosso agrado :)

sábado, 20 de março de 2010

1 ano depois...


Um ano depois... cá estou eu de novo! Orgulhosa de mim própria por há um ano atrás ter tido a "coragem" de criar o meu blog!! È incrível o que se passou neste espaço de tempo... não escrevi tanto como queria aqui neste meu espaço, mas estou contente com o balanço apurado :)
Através do Boulevard conheci pessoas interessantes, fiz novas amizades, conheci novos blogs, dei a conhecer um pouquinho mais sobre mim, sobre a cidade onde vivo, sobre o mundo que me rodeia.
Muito se passou, muita coisa mudou no espaço de um ano! Quando escrevi o meu 1° post no ano passado estava a viver uma situação diferente, de certa forma "a tentar tapar o sol com uma peneira" e a iludir-me a mim própria... o resultado foi de certa forma "dramático" e com outros problemas associados fez até com que eu ficasse doente e internada no hospital :( Não me esqueço das palavras amigas e do vosso apoio nessa altura!!
No espaço de um ano sinto-me mais "crescida", mais adulta! Já tenho 30 anos (que Vocês tb acompanharam!) e sinto que principalmente amadureci e fiquei mais forte interiormente. Sinto-me integrada na "Família da blogosfera" e sinto-me muito bem com isso :)
Quando comecei o meu blog o ano passado relatei um pouco o dia que tive, ora bem este ano tb tive um dia bem preenchido ;) Finalmente a Primavera chegou a Munique e fomos aproveitar o sol... passear na cidade, comer bem, fazer umas compritas :)))
Agora finalmente vim escrever o post de aniversário, sinto-me feliz por estar a festejar 1 ano de blog!!!
Aproveitem comam uma fatia de bolo e festejem comigo! Estão todos convidados :)
Um brinde a mais um ano de Boulevard, a muitos futuros posts e aos meus Amigos que aqui fiz e de longa data!
Um beijinho para TODOS e conto com a vossa companhia neste novo ano ;)