segunda-feira, 23 de março de 2009

Saudades

Por vezes acordamos de manha cedo e sentimos umas saudades loucas... de tudo e de nada! Da nossa terra que está a kms de distancia, da família e dos amigos que lá deixamos, de quem já partiu e nao voltou... Quem parte á aventura e vem viver para o estrangeiro (tal como eu) sabe bem a q me refiro!! A vida é boa, corre tudo bem... mas por vezes as memórias tornam-se demasiado presentes e trazem a nostalgia ao de cima. Principalmente quando já estamos na Primavera (pelo menos no calendário) e o Inverno faz questao de nao se ir embora :(

Hoje foi daqueles dias de frio e tempo mau, que ainda mais a memória trazem a terra de onde viemos pois sei que lá "brilha o Sol 365 dias por ano" e está calor ;)
Mas nao foi só isso que me levou a escrever isto hoje, quis aproveitar tb que agora tenho o meu blog... sendo assim posso partilhar com o mundo um poema escrito por um dos grandes Senhores da música portuguesa Carlos Paiao e que eu adoro, na só a sua música, como tb a sua forma de escrever e a ele próprio como pessoa... faz parte das minhas memórias de crianca feliz que fui! :)

Lá Longe Senhora, Carlos Paião

Senhora da minha fé sabes como é ter recordações
Quantas vezes te chamei, quantas te rezei minhas orações
Quero ver a minha terra Senhora
Para ver a minha gente sonhar

Senhora da minha luz, a que me conduz onde posso ir
Cada dia aqui me tens, cada dia vens ouvir-me pedir
Quero ver a minha terra Senhora
Para ver a minha gente sorrir

É bonita a minha terra e agora, ai agora
Esconder esta saudade é mentir


E lá longe, lá longe, Senhora
Há pessoas que eu quero abraçar
De tão longe viemos embora
E dói muito partir sem voltar

De tão longe viemos embora
E dói muito partir sem voltar


Senhora da minha esperança que não se cansa de me dizer
Que sonhar só tem valor onde houver amor para se viver
Quero ver a minha terra Senhora
Para ver a minha gente crescer

É bonita a minha terra e agora, ai agora
Conhecer esta saudade é morrer



Além de para mim ser um poema marcante, gosto muito tb da música em si... tem um ritmo contagiante e confesso que é das músicas que me faz "mal" ouvir muitas vezes... as memórias sao muitas!! E as saudades ainda mais...





1 comentário:

Pedro disse...

Sei bem o que sentes, as vezes a saudade é imensa!
Mas temos de aguentar para quando formos á terra podermos ser os tipicos emigrantes que com muitas saudades veem tudo com melhores olhos e dão valor ao nosso Portugal :)

E bom poema ;)